BRAIN 2017 – Perda de memória pode não ser suficiente para diagnóstico da doença de Alzheimer

fotos-03

BRAIN 2017 – Estudo recente da Universidade de Northwestern (EUA) aponta que a doença pode ter outros sintomas determinantes, como problemas de linguagem, modificações no padrão habitual de comportamento e dificuldades na orientação espacial.

Um diagnóstico mais preciso da doença de Alzheimer não deve basear-se apenas em sintomas clássicos como o declínio da memória, mas atentar para outras manifestações cognitivas e comportamentais que sugerem a presença de outras formas da doença que inicialmente não afetam a memória. A conclusão é de um estudo recente – e ainda pouco difundido no mundo – realizado pela equipe de neurologistas da Faculdade de Medicina de Feinberg, na Universidade de Northwestern, em Chicago.

O neurologista Marsel Mesulam, um dos autores da pesquisa, virá ao 15th World Congress on Brain, Behavior & Emotions, em Porto Alegre, para debater os resultados deste e de outros estudos sobre o tema.

“Há mais de um tipo de Alzheimer. A doença pode causar problemas de linguagem, modificar o comportamento de um indivíduo (mudanças na personalidade, na capacidade de julgamento, prejuízos na resolução de problemas, entre outros) ou até mesmo comprometer a orientação espacial. Se a doença afeta a personalidade, pode causar, por exemplo, falta de inibição, levando um indivíduo muito tímido a tomar atitudes totalmente inesperadas e extrovertidas”, esclarece Dr. Mesulam, diretor do Centro de Neurologia Cognitiva e Doença de Alzheimer da universidade.

Tudo depende de qual parte do cérebro é acometida. Contudo, um diagnóstico definitivo só pode ser realizado por meio de uma autópsia. As evidências clínicas atuais sugerem a realização de um exame de imagem (PET scan) para determinar a probabilidade do Alzheimer rastreando a presença de amilóide, proteína anormal cujo acúmulo no cérebro é marca registrada da doença MAIS PARÂMETROS – No estudo, os autores identificaram características clínicas de indivíduos com Afasia Progressiva Primária (APP), uma demência rara que provoca declínio progressivo nas habilidades de linguagem devido à doença de Alzheimer. No início da APP, a memória e outras habilidades cognitivas encontram-se relativamente intactas.

A APP pode ser causada pela doença de Alzheimer ou por outro grupo de doenças neurodegenerativas denominadas degeneração lobar frontotemporal. A presença do Alzheimer foi avaliada neste estudo por imagem PETscan amiloide ou confirmada por autópsia.

O estudo demonstra que conhecer os sintomas de perda de memória não são suficientes para determinar se alguém tem APP devido a Alzheimer ou outro tipo de doença neurodegenerativa. “Biomarcadores como o PET amiloide são necessários para identificar a causa neuropatológica’, ressalta Dr. Mesulam.

Os pesquisadores examinaram indivíduos em estágios leves da perda de linguagem causada pela doença de Alzheimer e descreveram a atrofia cerebral baseada em exames de ressonância magnética e nos resultados de testes cognitivos.

O objetivo principal do estudo é descrever o perfil desses pacientes e conhecer melhor os sintomas clínicos e cerebrais da APP. Assim será possível desenvolver parâmetros para incluir esses pacientes em estudos clínicos direcionados à doença de Alzheimer. Normalmente, eles são excluídos dos estudos por não terem déficits de memória, embora padeçam da mesma doença que está gerando sintomas diferentes.

 

Serviço

14th World CongressonBrain, BehaviorandEmotions

De 14 a 17 de junho de 2017

Porto Alegre, FIERGS

Programação científica http://www.brain2017.com/programacao/index.php#topo

Blog para a imprensa

https://brainwcbbe.wordpress.com/

Assessoria de imprensa

Ponto C Comunicação Estratégica

Carlos Alessandro Silva – carlos.relgov@gmail.com/ 11 98293-4224

Andrea Guardabassi – andrea.guardabassi@gmail.com/ 11 98989-0359

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: